O que é o Link Building?

Atualizada: 2022-04-13
Link building
O Link Building é uma técnica que lhe permite aumentar a quantidade de links recebidos, a partir de sites de qualidade e relevantes, a fim de convencer a Google da autoridade do seu site e assim posicioná-lo nas páginas de pesquisa do Google. Os principais instrumentos desta estratégia fascinante serão aqui explicados.
Comece a ganhar dinheiro hoje.
Registe-se gratuitamente

Índice

O que é Link Building e para que serve em uma estratégia de SEO
O que é um link?
Qual a importância do linking?
Tipos de link
O que são links dofollow e nofollow?
O que é PageRank?
O que é um algoritmo?
O que é Algoritmo Penguin
O que são os texto âncoras no marketing digital?
Quais os tipos de âncoras?
Como o Texto Âncora afeta o SEO e como usá-las corretamente?
O que é SEO?
Afinal, o que é Link Building?
Porque usar Link Building é importante para o SEO
Como o Google avalia os links?
Como usar o Link Building?
Velocidade na hora de ganhar links: erro ou benefício?
Como avaliar os backlinks do seu site?
Faça uma análise de seus concorrentes
Conheça as principais estratégias de Link Building

O que é Link Building e para que serve em uma estratégia de SEO

Certamente você já ouviu falar sobre o Link Building no marketing digital, afinal, esta é uma das principais estratégias de trabalho dentro deste segmento, especialmente no SEO (Search Engine Optimization). 

Esta estratégia é uma ótima maneira de mostrar ao Google que seu site é uma referência na internet, e que por esta razão, merece ser destacada nas primeiras posições da SERP. Neste artigo, vamos explicar-lhe tudo sobre Link Building e como funciona esta estratégia! 

O que é um link?

Antes de entender como funciona todo o processo de Link Building é importante saber coisas mais básicas, para entender de maneira real o funcionamento desta estratégia, por isso estamos aqui para te dizer o que é um link.

A palavra link ou hiperlink, vem do inglês, que significa ligação. No entanto, esta palavra na internet nada mais é do que uma referência de dados que pode ser clicado, tocado ou passado o mouse durante o processo de navegação na internet. Os hiperlinks são capazes de criar ligações entre endereços da web ou elos, que são também conhecidos como “pontos de ligação”, entre diferentes sites ou documentos. 

Estes links podem ser vistos de forma colorida, sublinhado ou como um elemento gráfico, onde ao clicar, o usuário é diretamente guiado para outra página HTML, que pode conter novos links ou imagens. 

Um bom exemplo disso é analisar o funcionamento da famosa enciclopédia Wikipédia. Este site é compostos por diversas informações, que podem ser editados pelos próprios usuários da rede, no entanto, a maioria de suas páginas contam com uma série de links que levam a referências internas ou externas, fazendo com que o pesquisador possa passar horas apenas migrando de uma página a outra por meio deste elo, através de informações relacionadas à pesquisa anterior. 

Qual a importância do linking? 

importância do linking

Fonte: https://crmpiperun.com/blog/o-que-e-seo/ 

O linking é uma forma de melhorar a forma como as palavras e conteúdos são indexados pelos mecanismos de pesquisa, ou seja, conteúdos que apresentam maior qualidade tendem a ser mais referenciados em sites de pesquisa, uma vez que apresentam melhores informações para o público. 

Além disso, fazer a linkagem de conteúdos relacionados é extremamente importante para o desempenho dos posts da empresa, fazendo com que os textos sejam capazes de angariar sempre a primeira posição para as palavras-chave, com alta concorrência

Por esta razão, os profissionais de redação e SEO não devem restringir-se ao uso de técnicas e otimizações do próprio conteúdo, compreendendo que as ligações entre os sites são essenciais para construir um bom relacionamento entre eles e o conteúdo abordado. 

Tipos de link

Ao trabalhar com marketing digital e técnicas de SEO é comum se deparar com a diversidade de técnicas e conceitos que podem ser utilizados como estratégias, uma das preocupações sobre isso, é com relação aos links. 

Muitas vezes, o conceito sobre links acaba sendo meio que superficial, com poucas informações realmente importantes, colaborando para que haja dificuldades em compreender os melhores momentos para que sejam otimizados e quais as consequências destas ações. 

Existem diversos tipos de links, assim como existem diversas estratégias para ações de marketing onde eles podem ser inseridos, por isso, caso não sejam muito bem definidos, podem acabar sendo utilizados de maneira errada ou equivocada, causando prejuízos ao invés de oferecer bons resultados.  

Abaixo selecionamos os principais tipos de definições de links usados na práticas de SEO e nos processos de Link Building, acompanhe.

Link Interno

Como o próprio nome refere, o link interno nada mais é do que uma estrutura interna, que é inserida no site, conectando-o a outros posts que fazem parte do mesmo endereço web. Ou seja, no mesmo domínio. 

Eles são responsáveis por ajudar na hora de criar uma certa hierarquia e direcionar o usuário de acordo com as informações que ele irá receber. Seguindo o exemplo citado acima, da wikipédia, podemos dizer que o site em questão utiliza muito desta técnica. 

Para o trabalho com SEO, os links internos são fundamentais para melhorar o rankeamento no Google com base na maneira em que os algoritmos de busca funcionam. O algoritmo do google acessa o site através destes links, seguindo por todas as páginas que estão conectadas. 

Se houver algum erro ou falha neste processo, ela irá interromper dados importantes, como contatos, impedindo o algoritmo de completar a navegação. O SEO identifica se existem essas falhas e consegue corrigi-las, evitando que isso aconteça. 

Ou seja, um mero detalhe pode quebrar o ranqueamento do site e de todo o conteúdo que foi produzido ali, por isso é fundamental se atentar a todo este processo

Link Externo

Diferente do link interno, o externo é elaborado com a função de conectar o seu site a outros domínios, ela é essencial na hora de apontar para a sua própria página ou as outras e é exatamente neste ponto que o redator ou SEO deve se atentar. 

Afinal, o Google vai considerar a qualidade dos links e pode posicionar a página de acordo com as suas conexões por essa questão, é fundamental sempre linkar páginas relevantes, que sejam focadas em qualidade, além disso, o mesmo ocorre quando alguém cita a sua página em algum lugar. 

Não há limites para estas conexões e quantos mais links forem inseridos no texto, melhores serão o funcionamento dos algoritmos, no entanto, é necessário cuidado com os links artificiais, que podem causar um efeito rebote, uma vez que o Google preza pela qualidade e não pela quantidade.  

UGC (User Generated Content)

O UGC é popularmente conhecido como Conteúdo Gerado pelo Usuário, ou seja, textos, fotos, vídeos, notas, comentários, nas redes sociais, aplicativos de mensagens e até em e-mails. 

Okay, mas o que significa isso e o que tem a ver com Link Building? Simples, praticamente todos nós humanos somos uma rede de compartilhamento de dados e de alguma forma, compartilhamos nossas experiências com os amigos, familiares e conhecidos, inclusive, muitas vezes influenciam estas pessoas em suas decisões e escolhas. 

E para as empresas isso é ótimo, afinal de contas, os seus clientes adoram compartilhar suas experiências, sendo assim, estas pessoas começam a conduzir o conteúdo relacionado a elas, sendo uma maneira orgânica de fazer com que determinado serviço ou produto entre em suas vidas.

Não é atoa que as empresas passaram a apresentar conteúdos gerados pelos usuários, afinal este conteúdo além de gratuito, é excelente, uma vez que o usuário é o responsável por impulsionar uma campanha em sua própria rede social. 

Além disso, este conteúdo é capaz de ter maior alcance em determinado público por conta da forma como ele é disponibilizado pelo usuário, atingindo novos grupos de pessoas que irão se interessar, e assim por diante, gerando confiança e desejo da marca. 

O que são links dofollow e nofollow?

Quando trabalhamos esta gestão de marketing, os trabalhos são voltados para a geração de resultados que devem atender aos objetivos de determinado negócio, por esta razão, o marketing de conteúdo acaba sendo uma das estratégias que mais ajudam a proporcionar estes resultados. 

No entanto, não se trata apenas de elaborar bons conteúdos, mas sim de adaptar determinadas práticas como a inserção de links dofollow e nofollow no seu conteúdo. Continue para entender melhor o que são estes tipos de links:

Links dofollow

Os links chamados de dofollow são aqueles que permitem que o Google e outros mecanismo de pesquisa apontem novamente para o seu site, desta forma, toda vez que você insere um link destes, ele pode apontar novamente para você, fortalecendo a sua autoridade para outros lugares que estão linkando você.

Por exemplo, se um site citar em seu blog um link dofollow da empresa “X”, a página do blog usada nesta citação será levada em conta na hora de fazer o ranqueamento. Outra forma de chamar isso é de link Juice, mas citaremos isso melhor mais para frente. 

Sendo assim, ao inserir no seu site textos com links externos, tenha a garantia de que eles são sites de confiança, autoridade e credibilidade, afinal, isso será crucial para o crescimento do seu site também!

Link Nofollow

Já os links nofollow, são aqueles que você pode inserir sem ter um apontamento de volta, eles não ajudam a impulsionar o que chamamos de PageRank, nem ajudam o site a se manter em uma melhor colocação no SERP. 

Normalmente estes links nofollow apresentam uma tag HTML, semelhante a  <a href=”https://www.nomedosite.com/” rel=”nofollow”> Link Text </a>, que funciona como um aviso para os mecanismos de busca, de forma que estes não o considerem para o ranqueamento de quem o apontou. 

Algumas ferramentas famosas, como o SEMRush, podem mostrar quais links são dofollow ou nofollow, desta forma você consegue levar em consideração antes de anexá-los ao seu conteúdo. 

Aposto que agora você está se perguntando por qual razão alguém deixaria seu próprio site como nofollow. Bom, o que ocorre é que da mesma maneira em que bons links apontando o seu domínio podem indicar o melhor, links ruins também podem colaborar com a diminuição da sua autoridade diante do Google ou de outros buscadores. 

Afinal de contas, o algoritmo conclui da mesma maneira que se muitos sites bons estão apontando este site, ele também deve ser bom, ou vice versa, indicando que o posicionamento de um site ruim na SERP precisa diminuir.

Sendo assim, podemos levar em consideração que muitos sites que são muito bons, podem ser nofollow

Link Patrocinado

Certamente você já ouviu falar inúmeras vezes sobre o bendito link patrocinado, mas afinal de contas, o que isso quer dizer? Bem, estes são os anúncios em formato de texto que se encontram em mecanismos de pesquisa. 

Quando se abre algum mecanismo de pesquisa como o Google, por exemplo e se digita alguma palavra específica, é comum que no topo dos resultados apareçam alguns sites em destaque com a identificação de que se tratam de anúncios. 

Estes, são os tais links patrocinados, que atualmente também tem mostrado um crescimento por meio das redes sociais, entre diversos formatos disponíveis. Normalmente, estes links são separados em:

  • CPC (custo por clique):  onde o anunciante paga a cada clique no link; 
  • CPM (custo por mil impressões): quando o anunciante paga ao atingir  mil visualizações, ou impressões;
  • CPA (custo por ação): só é cobrado quando o usuário realiza alguma ação no site do anunciante;
  • CPV (custo por visualização): para cada pessoa que ver o anúncio, é pago um valor.

Mas é claro que os valores pagos dependem do modelo e da palavra-chave que é utilizada no anúncio.

Link Juice

O Link Juice ocorre quando uma parte da PageRank migra para outro site ou página da web, o que pode ser muito vantajoso para o site em questão. Ou seja, o link juice atua de maneira a ampliar o compartilhamento do seu link, seja através de suas próprias páginas ou de sites de terceiros. 

Sendo assim, quando um site que compartilhou o link é reconhecido por uma ótima reputação, a importância do link compartilhado também aumenta, sendo assim, quanto mais backlinks forem utilizados durante o processo de Link Building, maior será a qualidade do seu link juice.

Uma das maneiras de facilitar o surgimento do link juice em um site, é através da programação de link conhecida como =”nofollow”, nas páginas de login, senha, contato, cadastro, comentários e até mesmo nas de políticas de privacidade. 

Neste caso, é essencial que apenas as páginas de conteúdo estejam disponíveis, incluindo as palavras-chave que tem boas posições nos buscadores. Desta forma, o Googlebot fará uma análise mais profunda com o propósito da otimização do site, a relevância do perfil e especialidade do site e até mesmo a idade de domínio. São muitos os fatores que podem ajudar no ranqueamento da sua palavra-chave ao topo. 

O que é PageRank?

O pageRank é um tipo de algoritmo ou ferramenta que classifica a relevância dos links de um site, ajudando a avaliar a sua importância em relação a outros. 

Além de informar o posicionamento do seu site, ele organiza uma lista de sites que aparecem na hora que o Google faz essa busca, conforme sua relevância e de acordo com os números de acesso. 

Por esta razão, é muito importante que o seu site esteja nas primeiras posições, afinal, quem é que vai se atrever a passar da quarta ou quinta página de pesquisa? Esta ferramenta funciona basicamente como um ranking, daí vem seu nome, que pode ser traduzido como “ranking de página”. 

Este ranking varia entre uma escala de 0 a 10, cada site tem uma pontuação dada pelo Google, que é concedida através de um voto. Uma das formas de fazer isso é quando alguém recomenda a sua página, fazendo com que ela ganhe uma pontuação. 

Atualmente, para fazer esta avaliação, o Google usa uma espécie de métrica, que conta com três pontos importantes: quantidade, qualidade e conexão dos cliques que a página está recebendo. 

Para receber a pontuação de PageRank, é essencial que a página tenha exatamente as três características, caso contrário, ela não entrará para o pagerank. 

O que é um algoritmo?

Um algoritmo é uma sequência lógica de determinadas instruções que devem ser seguidas pelo sistema com a finalidade de executar uma tarefa ou solucionar um problema. Sendo assim, é mais ou menos como se ele fosse um tutorial de como resolver alguma questão técnica. 

No entanto, quando falamos sobre os algoritmos do Google, eles também funcionam como uma espécie de fórmulas e operações lógicas, com o objetivo de criar páginas de resultados e pesquisas reais quando são feitas buscas orgânicas. 

Para que isso seja possível, ele reúne uma série de fatores de ranqueamento para entregar a melhor experiência possível para o usuário. Como a internet vem crescendo cada vez mais e com isso o número de páginas vem aumentando, o Google precisou criar novos algoritmos e atualizar os que já existiam, por este motivo, hoje em dia existem milhares de updates

Em cada atualização, elas recebem nomes diferentes, como Pigeon, Penguin, Rankbrain, Hummingbird, Possum, Mobile Friendly e Panda. A mais recentemente recebeu o nome de BERT.

O que é Algoritmo Penguin

Embora as atualizações do Google sejam inúmeras, agora vamos nos aprofundar um pouco no algoritmo Penguin, que visa identificar as estratégias relacionadas a Link Building que não são consideradas legítimas, ou seja, as estratégias que visam manipular os resultados da SERP

Desta forma, com este algoritmo, o Google é capaz de ler o perfil dos backlinks que estão apontando para o seu site, punindo os que apresentam táticas de spam ou black hat.

Desde que foi lançado, a maioria das estratégias de Link Building deixaram de ter efeito e muitos sites acabaram sendo punidos, o que acarretou na perda de seu ranqueamento, por conta dessas pequenas falsificações. 

Quando ocorreu a atualização, este algoritmo foi totalmente remodelado, se tornando um dos trabalhos mais complexos em SEO, ajudando o Google a valorizar mais os backlinks orgânicos e de qualidade. 

Um dos principais objetivos deste algoritmo é agir juntamente com o Panda, de forma que um conteúdo muito bom sirva de referência para outros sites de forma natural, gerando os famosos backlinks orgânicos. 

Contudo, conquistar estes links externos é bastante trabalhoso, demanda tempo e custo com ferramentas, além de ser mais arriscada a ocorrer punições nas estratégias de Link Building, veja alguns fatores que podem levar a esta punição:

  • Compra ou troca de backlinks;
  • Ganhar muitos backlinks em pouco tempo;
  • Muitas palavra-chave dentro do texto;
  • Excesso de links em texto âncora;
  • Ganhar links em diretórios de artigos;
  • Não criar PBNs (redes de blogs próprios linkando para seu site).

Sendo assim, para evitar possíveis dores de cabeça, tome estes cuidados ao usar estas estratégias. 

O que são os texto âncoras no marketing digital?

Ao falar de texto âncora podemos definir como qualquer espécie de texto ou palavra que é clicável dentro de um artigo, site ou blog. Esses textos funcionam de forma a direcionar o público para páginas específicas, que ficam dentro do site ou para páginas externas. 

A finalidade da âncora pode ser inúmeras, no entanto, é mais comum que este texto seja direcionado como um complemento à uma informação que já temos, com a  intenção de trazer ainda mais informações. 

Um bom exemplo de uso é quando em determinado artigo aparece um dado de pesquisa. Lá podemos usar uma palavra âncora com a intenção de direcionar o leitor até a página onde foi feita a pesquisa, proporcionando ao mesmo maiores informações sobre o tema. 

Estes textos que são feitos em outros sites, direcionando para o seu site novas informações, possuem um valor muito grande para o Google, por isso, vale a pena investir e pensar nas possibilidades de usar esta modalidade de Link Building em seus conteúdos.

Quais os tipos de âncoras?

Quando falamos sobre âncoras, não podemos deixar de citar que existem diversas formas de fazer estes textos funcionarem para aumentar o ranqueamento de suas páginas, no entanto, para escolher a palavra mais adequada para que os algoritmos reparem mais nela, é preciso entender como cada tipo funciona. 

O Google indica que existam pelo menos dez tipos diferentes de textos âncora, alguns correspondem a palavra exacta que você está usando, outros frases curtas, que são chaves importantes para o ranqueamento, e há conteúdos em que a âncora é o uso de alguma URL. Que tal conhecer melhor cada um deles?

Texto de correspondência exacta

O texto de correspondência exacta diz respeito a palavra-chave exacta que está sendo utilizada no texto que você está linkando e segmentando. 

O uso desta palavra pode ocorrer dentro do seu próprio site ou quando linkamos de sites externos, seja para complementar um dado ou direcionar para outro local. Esses links são avaliados com muita atenção pelo Google, correndo o risco de penalizar caso ocorra alguma espécie de spam ou se existem muitos links desse mesmo tipo no conteúdo elaborado. 

Texto de correspondência parcial

O texto âncora de correspondência parcial inclui uma frase-chave, ao invés de uma palavra, ele é seguido por outras palavras genéricas. 

Normalmente, este texto costuma ser utilizado quando desejamos linkar para a página que contém informações ou outros assuntos abordados, ao invés de utilizar uma correspondência exacta

Âncora Genérico

Uma âncora genérica não costuma incluir nenhum texto que faça referência a uma palavra-chave, neste caso, é necessário que o leitor deduza no texto para entender o contexto sobre o que está do outro lado do link. 

Essas âncoras tendem a ser muito encontradas em artigos, com a finalidade de indicar para o usuário o ato de tomar ou indicar alguma ação, como por exemplo: “clique aqui”, “leia mais”, “continue”, etc.

No entanto, este tipo de âncora não costuma passar muitas informações relevantes e por isso seu uso pode ser facilmente evitado.

Âncora de Marca

Como o nome já nos indica, os textos de marca incluem o nome da marca, proporcionando o reconhecimento, divulgação da empresa e maior visibilidade.

Estes textos costumam ser utilizados quando escrevemos um artigo falando de determinada marca ou empresa, além disso, caso você relaciona figuras públicas como CEO, jornalistas, influenciadores, artistas, etc, o Google também consegue identificar o link com o nome como âncora de marca. 

Âncora de URL

O uso de URL dentro de textos e artigos é muito comum, especialmente se tratando de blogs, no entanto, eles costumam ser mais utilizados como spam em formato de comentários. 

Ao utilizar esta prática é necessário ter cautela, uma vez que como citado acima, nem sempre o Google interpreta como uma prática comum, compreendendo que o URL pode ser um spam e gerando a penalidade ao site. 

Como o Texto Âncora afeta o SEO e como usá-las corretamente?

Agora que você já conhece os principais tipos de âncoras de SEO, que tal conhecer um pouco mais sobre a funcionalidade delas para a estratégia?

Bem, estes links são conhecidos como backlinks e são extremamente importantes para o Google conseguir ranquear a página, mas além disso, cada vez que utilizamos uma âncora no artigo, criamos uma forma de comunicar ao Google que aquela página está falando sobre um tema similar

Isso colabora para que o buscador entenda que o site em questão é o melhor disponível no mercado, e quanto mais isso acontece, mais ele vai alterando as posições na hora da pesquisa, afinal, diversos sites estão falando quase a mesma coisa. 

Por isso, ter backlinks é ótimo, mas é claro que como todos os cuidados são poucos, também devemos ter atenção ao trabalhar com eles para evitar o risco de ser penalizado. Uma das formas de evitar o risco, é trazer um perfil com diversos tipos de âncoras, para que o Google não entenda seus artigos como spam. 

Além disso, é fundamental que as âncoras respeitem a leitura do usuário, para que ele não se sinta perdido e sem compreender algo devido a uma leitura desconexa. Por isso, tenha empatia e lembre sempre de se colocar no lugar do leitor para proporcionar para ele a melhor experiência de usuário.

O que é SEO?

Lidar com SEO é muito comum no dia-a-dia das pessoas e às vezes a gente nem percebe, afinal, isso serve tanto para quem escreve conteúdo quanto para quem pesquisa nos buscadores, especialmente no Google.

Tudo isso faz com que o Google seja uma mina de ouro para encontrar todas as coisas desejadas, no entanto, na hora de fazer uma pesquisa, é muito comum que os usuários da rede olhem apenas os primeiros resultados de busca, por isso, quem fornece conteúdo para isso, precisa estar no topo para que sua página seja lida. 

E é neste processo que entra o SEO, sigla que significa Search Engine Optimization, ou seja, Otimização para Mecanismos de Busca. O SEO é um conjunto de técnicas com o objetivo de impulsionar as páginas para o topo das pesquisas no Google, fazendo com que o seu conteúdo apareça sempre nas primeiras posições. 

Mas para que isso seja possível, é necessário fazer melhorias no seu site e no conteúdo da sua página para que ela possa ser ranqueada com mais facilidade pelo buscador. Por meio dessas técnicas podemos otimizar o site, mantendo ele sempre na primeira página do Google.

Uma das formas de colaborar com isso é fazendo a aplicação do link build nas suas postagens, por isso, vamos te explicar melhor o que é!

Afinal, o que é Link Building?

Neste texto já citamos os diversos tipos de link que existem, por isso, chegou a gora de entender o que é o famoso Link Building. Mas não se engane, ele não é um link como os que estamos acostumados! Ele nada mais é do que um conjunto de táticas para adquirir links qualificados e que sejam importantes de outros sites. 

Com estas táticas em prática, é possível aumentar a reputação do seu site nos mecanismos de busca, entendeu porque tem tudo a ver com SEO? Esta é mais uma técnica para aumentar o tráfego orgânico de um site. 

Como já citamos acima, os links são muito importantes para os mecanismos de busca, afinal, a partir deles é possível encontrar uma página e determinar se ela é de qualidade a partir da quantidade de links recebidos, além de que todo este processo também é um fator de classificação do Google.

Por esta razão sempre dizemos que melhor do que a quantidade de links apontando para determinado conteúdo, é a qualidade desses links, uma vez que eles são capazes de influenciar no ranqueamento.

Outro fator crucial, é que o link que está anexado ao seu conteúdo tenha relação com ele, por exemplo, no caso de um texto falando sobre anti-pulgas para pets, pode ter um link interno levando o leitor a um texto sobre como eliminar as pulgas do ambiente, ou um link externo indicando para a compra de produtos anti-pulgas. 

Além disso, ter domínios de referência e bem classificados fazem a diferença na estratégia, transferindo também a sua autoridade para o site que está te linkando. 

Porque usar Link Building é importante para o SEO

Pode não parecer, mas os links são considerados fatores de classificação do Google e estão diretamente ligados ao posicionamento das páginas, por isso, usar o Link Building é muito importante dentro das estratégias de SEO, mas como sempre alertamos, é fundamental tomar cuidado, uma vez que feita de qualquer jeito pode estragar o desempenho do site nos motores de busca. 

É importante conseguir links de formas naturais, de sites bem recomendados, além de serem obtidos continuamente como forma de causar impacto na visibilidade do seu site. Outro cuidado é com o local onde o link é inserido, que pode influenciar na autoridade repassada à quem está linkando. 

Sendo assim, um link no início do texto costuma ter mais peso do que um link no rodapé ou na barra lateral. 

Diferença entre Link Building e SEO off page

É bem comum ver o Link Building e SEO Off Page sendo usados como sinônimos, no entanto, eles tem conceitos bem diferentes e devemos deixar isso bem claro por aqui!

Em primeiro lugar, o SEO OFF Page se refere a todas as estratégias de otimização para os buscadores que são aplicadas por fora das páginas do site. Sendo assim, ele engloba os backlinks recebidos de outros sites que fazem parte de uma estratégia de Link Building, mas também abrange as menções à marca sem link, que também colaboram com o ranqueamento. 

Em segundo lugar, o Link Building é uma construção de uma rede de links capaz de fortalecer a autoridade das páginas. Ou seja, ela é apenas uma parte do SEO Off Page. 

Para uma estratégia de Link Building, é necessário não olhar apenas para o lado de fora, afinal, toda esta rede de construção envolve também os links externos e links internos, para mostrar ao Google como a sua página é relevante. 

Sendo assim, ao pensar em uma estratégia de Link Building, é necessário olhar tanto para SEO off page quanto para SEO on page, onde o autor pode estar sempre sob controle, podendo otimizar os links internos como preferir, diferente do of page que você pode influenciar, mas a decisão de linkar seu site está fora do seu alcance.

Como o Google avalia os links?

Existem diversas maneiras para o Google avaliar os links e classificá-los no ranking, Entre eles estão os fatores que entram na aviação dos links pelo buscador. 

Na hora de avaliar estes links, é possível que o Google se preocupe com a quantidade, diversidade, contexto, como ele está inserido no texto e até pela confiança e autoridade que ele pode causar. 

Por isso, separamos os principais fatores para você conhecer e considerar na hora de fazer a estratégia de Link Building. 

Avaliação pela quantidade de links

A avaliação pela quantidade de links foi o primeiro critério adotado pelo Google, era a base do Page Rank, ou seja, quanto mais links o site recebia, mais relevante era considerado. No início, uma página cheia de links demonstrava o quão popular ela era na web.

Atualmente, este critério ainda existe e continua sendo um forte fator na hora de fazer a avaliação dos links, no entanto, ele não vem sozinho, por isso é necessário combinar a quantidade com outros fatores que veremos a seguir. 

Desta forma, os links ficarão mais próximos de conquistar as melhores posições. 

Avaliação feita pela diversidade de links

Em outro contexto, você acharia mais valioso uma pessoa várias vezes sobre determinado assunto ou que várias pessoas falassem sobre ele, dando pontos de vista diferentes? Pois é, assim funciona esta modalidade de avaliação: quanto mais pessoas falam do assunto, mais reconhecido ele fica na web. 

Pelo menos para o Google, funciona assim, o site demonstra mais autoridade quando recebe mais links de vários domínios diferentes, se tornando ainda mais reconhecido, e por isso, este é mais um quesito que entra na avaliação do buscador. 

 Contexto em que o link é utilizado

Para o Google é possível compreender o contexto em torno do link para analisar se ele é realmente relevante, primeiramente, ele entende que links de sites relacionados a sua área tem mais valor, afinal, fazem mais sentido para o leitor. 

Além disso, o buscador também é capaz de avaliar as palavras que aparecem próximas do link, conhecidas por co-ocorrências, e assim, elas ajudam o buscador a entender o tema da página e avaliar se o link faz sentido naquele contexto. 

Mas se engana quem acha que neste caso o Google avalia apenas isso, ele também é capaz de avaliar links que estejam próximos, para saber se eles também estão próximos de links que direcionam para sites de qualidade, sendo assim, mais relevância para eles também, além de transmitir link juice

Agora, caso o site já possua um número muito grande de links, a página pode receber menos link juice, afinal, o site estará transmitindo sua autoridade para muitas outras páginas. 

E neste caso, a posição dos links tbm conta, se ele está no conteúdo principal, e foi colocado ali com um intuito editorial, pode ser mais valor do que o que está mais abaixo do texto ou no cabeçalho do pé

Avaliação de âncora

Acima explicamos que o texto âncora é o principal responsável pelo “clicável” no texto, mas ele também diz muito sobre a página linkada. 

De modo geral, ele costuma trazer uma breve descrição do que o usuário vai encontrar ao clicar no link, servindo especialmente para o Google indexar páginas. Mas ele é muito útil na hora de ajudar a identificar quem está tentando ludibriar o buscador.

Quando usamos a correspondência exacta da palavra-chave, pode reforçar a autoridade, mas quando usado de forma insistente, pode fazer com que o Google entenda como um black hat, já que não é natural. 

Avaliação por confiabilidade

Quando o TrustRank foi agregado ao algoritmo do google, ele passou a utilizar o critério de confiabilidade na hora de avaliar, sendo assim, quando mais próximo você estiver de sites confiáveis, mais confiável você também será. e para o link juice isso é ótimo!

Os sites confiáveis são os que nos ajudam a construir uma web mais segura, relevante e importante para o usuário, por isso, para avaliar sua confiabilidade, é comum que ele considere a idade do domínio, uso de certificados de segurança, qualidade de conteúdo, quantidade de conteúdo, etc. 

Avaliação de Nofollow x Dofollow

Outra forma de o Google fazer uma avaliação é através dos links de uma página pelo atributo nofollow, quando o código do link é inserido, o robô sabe que não é preciso considerá-lo para o ranqueamento da página linkada. 

Por conta disso, os nofollow não possuem link juice, já os dofollow sim, então quando podem ser utilizados quando você não quer transmitir autoridade através do link, como citamos acima. 

Além disso, esta modalidade pode ser utilizada ao linkar um site de procedência duvidosa, ou em links de redes sociais e caixas de comentários.

Como usar o Link Building?

Para usar o link build, podemos trabalhar com links internos e externos, no entanto, é fundamental descobrir qual o melhor deles tem mais peso na hora do ranqueamento. 

Para entender isso, basta refletir se o Google confia mais no que o site fala sobre si, no caso de links internos, ou no que os outros sites falam sobre ele, ou seja, links externos. 

como usar o link building

Fonte: https://materiais.mobsite.com.br/link-building-links-estrategicos-para-seu-site/ 

Não é preciso de muito para avaliar que o que os que os outros falam costumam ter um peso maior, e por isso, os backlinks de outras páginas costumam ter mais peso na hora do buscador avaliar. 

Os links podem ser inseridos dentro do próprio site, mas não terão muito peso quanto aos backlinks, no entanto, eles ajudam a mostrar a hierarquia das suas páginas para o google. Por exemplo, quando você tem um artigo importante, outros artigos menores podem direcionar o leitor para o texto mais elaborado. 

Além disso, os links da sua página direcionam para sites externos e isso também tem peso no ranqueamento, o Google irá avaliar se você vai oferecer links para sites confiáveis, ou para sites mais populares

Velocidade na hora de ganhar links: erro ou benefício?

No início do SEO, os backlinks foram uma das principais ferramentas para black hat, que são maneiras de ludibriar o buscador, por conta dissos, diversos sites começaram a criar fazendas de links, ou esquemas de compra e venda de links, gerando este aumento de backlinks rapidamente. 

Por isso, o algoritmo do google foi reforçado, com a intenção de identificar e penalizar este tipo de ação. E por conta disso, verificar a velocidade de ganho de links também se tornou uma das formas de avaliar

Ganhar muitos links de uma só vez não é algo natural, o ideal é ir ganhando de maneira gradual, sem esquemas de black hat. 

Como avaliar os backlinks do seu site?

Antes de começar qualquer estratégia de Link Building, é essencial conhecer o panorama em que seu site se encontra em relação à disposição de links que apontam para ele. Para isso, você precisa seguir os seguintes passos: 

  • Analisar quantos backlinks o site possui no momento;
  • Verificar quais são os sites que estão linkando para o seu;
  • Estudar a reputação e autoridade dos sites que linkam para o seu;
  • Analisar que páginas do seu site possuem mais links e quais delas têm mais chances de receberem links. 

Para conseguir estas informações, você vai precisar de uma ferramenta específica, como SEMrush, Majestic SEO, Google Search Console, etc. Estas ferramentas são capazes de analisar o site a fundo, verificando tudo que é necessário para o trabalho com marketing digital. 

Com estes dados, é importante fazer uma análise das suas páginas que receberam backlinks, assim, é possível verificar em qual posição elas estão localizadas no Google e caso não estejam em primeiro, é possível verificar as que estão, comparando as páginas de forma a melhorar para que atinjam o topo. 

Depois de identificar todos estes gaps de conteúdo, é importante analisar os sites que estão linkando para o seu. Avalie se eles são novos ou consolidados, se são de clientes ou da imprensa, e claro, se você possui algum tipo de relacionamento com eles. 

Avalie os links que estão quebrados ou apresentando erro 404, neste caso, solicite uma atualização do link para um correto, isso pode ser uma forma mais fácil de gerar backlinks sem cair na penalidade. 

Faça uma análise de seus concorrentes

Faça uma análise e comparação entre a sua quantidade de backlinks e a de seus concorrentes, aproveite também para averiguar os sites que linkam para os seus concorrentes mas não estão linkados no seu. 

Compreenda quais as categorias de conteúdo do concorrente recebe mais links, isso pode dar ideia de criar novos formatos, otimizar o site e até melhorar os conteúdos existentes.

Além disso, não deixe de analisar a média de links que o seu site está recebendo por mês, e compare com a dos concorrentes, isso serve para ver se o concorrente consegue se posicionar melhor que você para algumas palavras-chave, mesmo que o conteúdo publicado seja igual ou relacionado. 

Conheça as principais estratégias de Link Building

Na hora de botar a mão na massa, existem diversas estratégias de Link Building para serem realizadas, mas nem todas elas possuem a mesma funcionalidade ou apresentam o mesmo resultado, por isso, vamos explicar cada uma delas, começando pelas que apresentam maiores resultados e são mais inteligentes. 

No entanto, vale ressaltar que nenhuma geração ativa de links é muito apreciada pelo Google, afinal, em um mundo ideal, ninguém precisaria fazer Link Building, sendo assim, cada página se dedicaria apenas a sua qualidade de conteúdo conquistando os backlinks de forma natural.

Isso pode realmente acontecer, mas vale informar que a relevância de uma página depende muito da qualidade de que ela oferece, quanto mais qualitativos forem os materiais gerados, melhores serão as chances de resultados satisfatórios.

No entanto, a concorrência está cada vez mais apurada, e em um cenário competitivo, é essencial dar um passo à frente dos demais e revolucionar seus modos. Conheça as principais estratégias:

Estratégia de spam, ou criação automática de links

Primeiramente, SPAM é uma representação de “Sending and Posting Advertisement in Mass”, ou na tradução,  “enviando e postando anúncios em massa”, ou seja, isso ocorre quando existe uma criação automática de links em fontes sem autoridade ou importância. 

E esta, é certamente a tática mais básica e menos eficiente de fazer Link Building, que inclusive já foi deixada de lado por muitos otimizadores se conteúdo, mas é claro que ela ainda existe. 

Ela tem o seu ponto positivo, que é a agilidade, praticidade e instantaneidade já que pode ser realizada em minutos e por ferramentas gratuitas. No entanto, sua eficácia não é lá das melhores, além de ser arriscado pois ela costuma ser facilmente identificada pelo Penguin.

Estratégia em Rede de Blogs Privada, ou Private Blog Network (PBN)

Uma rede particular de blogs é um grupo de páginas que pertencem ao mesmo gerenciador, que se organiza para gerar backlinks a uma página real, que recebe o nome de Money Blog. 

Para que os links gerados forneçam pagerank, camadas secundárias de páginas são criadas, aumentando a autoridade da camada que vem depois. Esta estratégia é muito popular, mas deve ser feita com cautela. 

Por isso, para que a PBN tenha sucesso, é preciso se atentar aos seguintes detalhes:

  • A hospedagem: os sites envolvidos em uma PBN devem estar hospedados em hostings diferentes;
  • O VPN: é importante utilizar uma Virtual Private Network para que o site não seja rastreável;
  • O domínio: o Google identifica sua PBN facilmente se todos os domínios estiverem sob o mesmo proprietário, por isso, é importante mudar!

Atualmente, a maioria dos sites de vendas para backlink funcionam através de PBNs, e quando estas táticas são bem aplicadas, eles podem ser efetivos, contudo, a maioria pode ser identificada a partir de análises por quem está habituado à prática. Antes de investir nesta estratégia, é interessante estudar e conhecer a estrutura criada pelo gerador, além de verificar se a PBN normaliza o tráfego.

Caso funcione tudo corretamente, ela pode mudar qualquer site a qualquer hora, de acordo com as necessidades de tráfego, no entanto, podem ter um custo mais elevado por conta dos hostings e VPN. 

Estratégia Money Blog Network (MBN)

Money Blog Network é uma estratégia semelhante a PBN, no entanto, neste caso, todos os sites envolvidos são de fato reais, conhecidos como Money Blog.

A intenção desta tática é criar um tráfego efetivo e com resultados palpáveis para cada um de seus domínios. Sendo assim, não existe mais um site principal envolvido aos outros, que se organizam. 

Nesta relação, eles se relacionam de maneira uniforme, mesmo que seja aplicada a tal estrutura entre camadas. Podemos dizer que este método é um pouco mais elaborado que o PBN, sendo apropriado para os segmentos mais consolidados e criteriosos, como uma forma de imitar com fidelidade um momento natural do compartilhamento de links entre eles. 

Por isso, o método acaba ficando meio que escondido do Google, evitando os riscos. O ponto negativo desta estratégia é que ela demanda muito tempo, trabalho e criação de bons conteúdos para esta conexão. 

Estratégia de Guest posts

Conhecido como “post convidado”, são conteúdos que o seu site pode oferecer aos domínios importantes que fazem parte do mesmo nicho que o seu, ou aqueles que você gostaria de receber um backlink. 

Neste conteúdo oferecido, haverá um link que servirá como catalisador para o tráfego. Ele foi um método muito fácil de utilizar há uns anos, mas faz mais sentido quando é feito com conteúdos de qualidade, caso contrário, há grandes chances de serem desconsiderados.  

Estratégia com base em networking

Pensar em uma estratégia focada em bons contatos pode parecer estranho, mas na verdade é uma das melhores maneiras de conseguir conquistar links relevantes de maneira orgânica. 

Por isso, é essencial possuir página amiga, dispostas a fornecer e receber links como uma troca. Esta estratégia é muito eficiente, no entanto, a parte mais complicada dela é estabelecer fortes relações com outros sites, especialmente em nichos competitivos. 

Através de métodos sistemáticos

Muitas estratégias usam sistemas, mesmo que de maneira mais reservada e discreta. Contudo, no caso desta, o que faz a diferença são os trabalhos bem definidos, como é o caso do resgate de menções, através de imagens, páginas de recursos ou comentários em sites e blogs. 

Todas as estratégias baseadas em sistemas sistemáticos, acabam sendo muito utilizadas pela comunidade, além de exigirem muitas habilidades para gerenciar o trabalho, como é o caso das construções de infográficos e imagens. Mesmo assim, elas valem a pena pela rapidez dos resultados. 

Estratégia de Link Baiting, ou “isca de links”

Com certeza você já ouviu falar desta estratégia, afinal, ela é uma das preferidas do Google! Nesta tática, o objetivo é elaborar conteúdo bom, mas tão bom que eles serão encontrados naturalmente. 

Depois de elaborado, o link pode ser associado a outras estratégias, o que é conhecido como skyscraping. é uma técnica muito valorizada e eficiente, mas não funciona bem para e-commerces. 

Influencers também podem ser uma estratégia

Hoje em dia os influencers fazem parte de um imenso universo da web e por isso, eles podem ser uma ótima forma de estratégia para render popularidade a sua página e trazer tráfego qualificado para a conversão. 

Esta estratégia, tem como foco o uso de ORM, Online Reputation Management e quando bem explorada, pode ser muito boa para seu site. Mas é claro que vale ressaltar que nem sempre estes influencers seguem as práticas de SEO, por isso, será necessário se esforçar fora das redes sociais também. 

O que faz com que esta estratégia seja muito interessante, alinhada a outras estratégias citadas.

Bem, agora que você já entendeu o que é link build e porque ele é importante para melhorar o seu desempenho na web, chegou a hora de colocar em prática!

Os seus comentários (0)
Os editores da WhitePress tem o direito de remover comentários ofensivos que contenham palavras vulgares ou não se relacionem com o assunto em questão.

O administrador dos dados pessoais é WhitePress sp. z o.o., com sede em Legionów 26/18 Street, 43-300 Bielsko - Biała, os seus dados pessoais são processados para efeitos de marketing da WhitePress sp.z o.o. e entidades interessadas em comercializar os seus próprios bens ou serviços. O objectivo de marketing da WhitePress sp.z o.o. inclui informação comercial sobre conferências e formações relacionadas com conteúdos publicados no separador Blog. A base legal para o processamento dos seus dados pessoais é a finalidade legítima prosseguida pelo Administrador e seus parceiros (Artigo 6 parágrafo 1 alínea f da GDPR). Os utilizadores têm os seguintes direitos: o direito de solicitar acesso aos seus dados, o direito de retificar, o direito de apagar dados, o direito de limitar o processamento e o direito de transferir dados. Pode encontrar mais informações sobre o processamento dos seus dados pessoais, incluindo os seus direitos, na nossa política de privacidade.

Ler tudo
  • Nenhum comentário sobre este artigo ainda.

O administrador dos dados pessoais é WhitePress sp. z o.o., com sede em Legionów 26/18 Street, 43-300 Bielsko - Biała, os seus dados pessoais são processados para efeitos de marketing da WhitePress sp.z o.o. e entidades interessadas em comercializar os seus próprios bens ou serviços. O objectivo de marketing da WhitePress sp.z o.o. inclui informação comercial sobre conferências e formações relacionadas com conteúdos publicados no separador Blog. A base legal para o processamento dos seus dados pessoais é a finalidade legítima prosseguida pelo Administrador e seus parceiros (Artigo 6 parágrafo 1 alínea f da GDPR). Os utilizadores têm os seguintes direitos: o direito de solicitar acesso aos seus dados, o direito de retificar, o direito de apagar dados, o direito de limitar o processamento e o direito de transferir dados. Pode encontrar mais informações sobre o processamento dos seus dados pessoais, incluindo os seus direitos, na nossa política de privacidade.

Ler mais
Artigos recomendados