ChatGPT e a revolução na criação de conteúdo com inteligência artificial

Atualizada: 2023-04-14
ChatGPT e a revolução na criação de conteúdo com inteligência artificial
Já deve ter ouvido a expressão “conteúdo é rei”. Isso não acontece à toa e hoje, discutimos muito a relação entre conteúdo e inteligência artificial, como o ChatGPT. Afinal, a criação de conteúdo é uma parte crucial do marketing digital, consumindo boa parte dos recursos destinados a ele e a IA disponibiliza isso em segundos. Entenda o que é e como pode tirar melhor proveito dessa IA.
Comece a ganhar dinheiro hoje.
Registe-se gratuitamente

Índice

Para um bom desempenho, o conteúdo deve ser interessante, informativo e envolvente o suficiente para atrair o público e fazer com que ele se sinta incluido, levando assim aos objetivos do negócio. E, como toda a gente que trabalha na área sabe, se queremos um material de qualidade, é necessário pagar bem e dar o tempo necessário para a sua produção e lapidagem.

Porém, a inteligência artificial (IA) está a mudar a maneira como o conteúdo é criado, tornando-o mais eficiente, personalizado e eficaz. Neste artigo, vamos pensar em como o ChatGPT e a IA estão a impactar a criação de conteúdo e como o poderá utilizar para melhorar a sua estratégia de SEO.

Entender o modelo GPT: o que é e como pode ser utilizado

Primeiro de tudo, devemos recordar que a inteligência artificial não é algo novo. Os próprios chatbots que encontra por aí, como no atendimento automático de muitos sites, funcionam à base de treino e banco de informações, claro que muito mais limitados.

Já o ChatGPT é uma versão avançada do modelo de linguagem GPT (Generative Pre-trained Transformer), que consiste numa rede neural (complexo de informações recolhidas e interligadas) que pode ser treinada para gerar conteúdos a partir de uma solicitação.

Essa rede neural é nutrida através da recolha, organização e processamento de uma extensa quantidade de dados, usando a lógica de aprendizagem de máquina para classificar e aprender a repetir padrões que se baseiam nesses dados, gerando assim o que é pedido – sejam textos, fórmulas, planeamentos e até partes de códigos.

E isso não é uma coisa recente! Para ter uma ideia, o GPT começou com a sua primeira versão em 2018, criada pela OpenAI, e desde então, foi evoluindo e aprendendo com a infinidade de dados disponíveis online. Tudo isso acontecia de forma mais fechada.

A tecnologia de IA por trás do ChatGPT

Muito antes de se tornar uma febre, o ChatGPT passou por algumas fases, inclusive quando ainda só podia ser utilizado por programadores, no seu formato de API. Conheça cada uma:

Lançado em 2020, o GPT-3, que é um modelo de linguagem natural, combina as informações da sua database para poder gerar textos de qualidade, semelhantes ao que uma pessoa faria. Ele foi amplamente treinado e é o modelo oficial lançado pela OpenAI. Porém, aquilo a que tem acesso gratuitamente é a versão GPT-3.5.

No dia 14 de março de 2023, a OpenAI lançou o GPT-4, que conta com a capacidade de ler imagens e outras pequenas mudanças, ajudando a escrever documentos mais técnicos de até 25 mil palavras, compor músicas, além de aprender o estilo de escrita do utilizador. Esta é uma versão paga, chamada de ChatGPT-Plus.

Quanto custa usar o ChatGPT?

O ChatGPT, que é baseado no modelo de idioma GPT-3.5, é GRATUITO - com as suas limitações, por exemplo: disponível quando a procura é baixa, velocidade de resposta padrão e atualizações regulares do modelo.

Não gosta de ser limitado? Ninguém gosta. Então, se estiver à procura de uma opção premium, pode usar o ChatGPT Plus, que é baseado no modelo de idioma GPT-4 recém-lançado. Esta é uma versão paga do ChatGPT e vai custar US$ 20 por mês.

Com essa assinatura, receberá os seguintes benefícios: disponível mesmo quando a procura é alta, velocidade de resposta mais rápida, acesso prioritário a novos recursos, além dos diferenciais já descritos e muito mais.

Como funciona o ChatGPT?

Mas, como funciona esta tecnologia que está a avançar tão rapidamente? O ChatGPT é um modelo de inteligência artificial baseado no GPT-3.5 e a sua versão plus no GPT-4, que conta com recursos que simulam a conversação humana, usando uma linguagem mais natural.

Para chegar a um elevado nível de personalização e adequação à fala humana, ele utiliza técnicas de processamento de linguagem natural (NLP) aliadas à aprendizagem de máquina, analisando e processando bancos de dados potentes criando, normalmente, um texto coerente e relevante.

Esse texto pode ser gerado a partir de uma entrada ou prompt escrito, o que irá mudar na nova versão, que também irá aceitar imagens. A partir do reconhecimento dos padrões e associação com os dados disponíveis na sua base, a IA desenvolve uma estrutura de tópicos e o texto a partir dela.

Assim, tende a ter uma melhor lógica e adequação do tema proposto, gerando conteúdos de relevância e qualidade.

Como é que a IA e o ChatGPT estão a mudar a criação de conteúdo?

Todas as novas tecnologias geram determinada angústia quando surgem no mercado, mas é apenas uma questão de adaptação. Assim como a arte digital não apagou a analógica do mercado – tendo ambas coexistindo nos seus nichos, também a inteligência artificial não irá substituir o redator, mas vai sim mudar a forma como se pensa no conteúdo.

Existem alguns usos do ChatGPT que irão ajudar bastante quem precisa de lidar com conteúdo, principalmente se este for em larga escala, mas sempre com ressalvas. Vamos entender primeiro como a IA está a mudar a criação de conteúdo e mais adiante no artigo, discutiremos as suas limitações.

Criação de conteúdo em grande escala

O ChatGPT pode ser uma grande ajuda para escrever conteúdos em grande escala, como por exemplo, um livro, jornada de e-mail de vendas ou para a sua estratégia nas redes sociais. Inclusive, o caso do gerente de design que escreveu e ilustrou um livro infantil em três dias utilizando IA, levantou essa discussão de forma acirrada, tanto no Twitter, quanto nos medias como um todo.

Independentemente da questão ética ou de direitos de autor, com o ChatGPT, é possível criar grandes volumes de conteúdo em pouco tempo. O modelo pode gerar livros, artigos, posts de blog, e-mails, e outras formas de conteúdo de alta qualidade com base nas orientações que der nas informações de entrada. Assim, a IA pode tornar a criação de conteúdo escalável e mais económica.

Criação de conteúdo em diferentes idiomas

Outra opção interessante para usar a IA na criação de conteúdos é aproveitar a sua capacidade de gerar textos em diversos idiomas e com linguagem natural. Claro que, como todas as máquinas, é preciso rever e adequar o que está escrito, principalmente quando se trata de expressões e gírias, mas no geral, ela faz um ótimo trabalho.

Dá para aproveitar essa função em grandes empresas, que têm presença internacional, adaptando o texto aos diversos idiomas dos países onde elas atuam. Também pode ser útil para quem precisa traduzir o site para outros idiomas e atividades similares.

Personalização do conteúdo

Um aspeto muito interessante para se explorar no ChatGPT é a sua capacidade de adequar o discurso a um determinado nicho. Ou seja, ele é capaz de personalizar a comunicação para um determinado grupo de pessoas, seja a sua persona ou um público-alvo mais amplo. Assim, seja para enviar e-mails, publicar nas redes sociais ou outras formas de levar informações aos seus clientes, ele é capaz de gerar respostas como um ser humano, porém de forma mais direcionada.

Para isso, no seu prompt, deve citar os dados demográficos, interesses, comportamento de compra e outros recortes, para poder ter um texto mais assertivo. Como resultado, pode aumentar o interesse na leitura, aumentando a retenção na página e até mesmo nutrindo um fluxo de informações dentro do site, seguindo uma estratégia de funil, levando a mais envolvimento e conversões nas redes sociais e outros medias.

Melhoria da qualidade do conteúdo

Pode contar com o apoio do ChatGPT para rever o seu texto, adequando a linguagem ao público, seguindo uma determinada linha editorial ou até mesmo para se inspirar num determinado género ou autor. É certamente uma ferramenta poderosa, capaz de gerar respostas de todo tipo, analisando a tendência e usando a tecnologia a seu favor.

Além disso, a IA faz também a revisão ortográfica e gramatical, corrigindo possíveis erros ao longo do texto. Outro uso interessante, explorado no aspeto da melhoria da qualidade, é o acrescento de conteúdo, divisão em títulos e até mesmo a adequação profissional do que está escrito nos textos.

Como usar o ChatGPT para melhorar a estratégia de SEO?

Ele pode ser um grande aliado na hora de estabelecer uma estratégia de SEO para o seu site. Isso porque o ChatGPT traz algumas facilidades, adiantando alguns pontos da estratégia, mas sempre com a consciência de que ela não é perfeita e o olhar humano faz a diferença nesse caso.

Vamos compreender algumas coisas com as quais a IA pode ajudar na estratégia de SEO?

  • Idealizar conteúdo: use a IA para ter ideias de conteúdo com base em palavras-chave, temas, recortes de públicos, etapa do funil e muito mais.
  • Pesquisa de palavras-chave: depois, poderá pedir ao ChatGPT para ajudar a refinar as palavras-chave relevantes para outras mais específicas, ajudando a otimizar o conteúdo para essas palavras-chave.
  • Criação de conteúdo: tomando todos os cuidados possíveis, poderá também usar-la para criar conteúdo com linguagem natural para essas palavras-chave escolhidas.
  • Otimização de conteúdo: então, chega a hora de otimizar o conteúdo para melhorar a visibilidade nos motores de busca, como o Google, através do SEO.

Todos estes aspetos podem ter o seu ponto de partida através da IA, mas é fundamental que uma pessoa analise o conteúdo e altera o que não for o mais adequado.

Benefícios da IA na criação de conteúdo

Além de facilitar a criação de uma estratégia de SEO, o ChatGPT também facilita o trabalho em outras áreas, trazendo benefícios indiscutíveis. Conheça alguns deles:

  • Eficiência: otimize o seu tempo ao deixar a IA automatizar tarefas demoradas e repetitivas, como a criação de e-mails padrão. Assim, poderá focar-se no que é realmente importante, concentrando-se em atividades mais estratégicas.
  • Personalização: aproveite a capacidade de recolha de dados segmentados para solicitar a criação de um conteúdo personalizado, levando a que este seja mais relevante e atraente paro seu target, ampliando o alcance das suas redes sociais ou e-commerce.
  • Precisão: o olhar humano pode até falhar as vezes, mas a revisão da IA pode ajudar a identificar esses erros ou até inconsistências no conteúdo, tornando-o mais preciso e profissional.
  • Escalabilidade: em alguns segundos, conseguirá ter os mais diversos materiais para trabalhar, ajudando em produções de grande volume.

Limitações da IA na criação de conteúdo

Mas é claro que nem tudo é perfeito. Assim como outras inteligências artificiais, o ChatGPT também tem as suas limitações. Vamos conhecer e discutir algumas delas.

O primeiro ponto que precisamos de abordar aqui é a falta de criatividade de facto, que é uma característica humana. Embora a IA possa gerar conteúdo de alta qualidade, unindo diferentes ideias, pode faltar a originalidade que o olhar humano pode trazer.

Além disso, há grandes chances de não ter uma conexão com o texto, como uma pessoa teria, por causa da falta de empatia, afinal, a IA pode ter dificuldade em entender as emoções e necessidades humanas, podendo demonstrar isso no texto.

E o mais perceptível aqui é que a IA depende dos bancos de dados, ou seja, ela vai ser tão boa quanto a base em que foi treinada. Um bom exemplo é o próprio ChatGPT, que pode fornecer dados incorretos e até criar nomes de obras, caso solicite algo recente.

Outro ponto a ter atenção é o enviesamento das respostas, que dependem da origem dos dados e do comportamento humano online, nem sempre exemplar, podendo levar a conteúdos limitados ou viesados, que dão origem a um conteúdo inadequado.

O futuro da criação de conteúdo com o ChatGPT

Se pensarmos em todos os pontos que discutimos até aqui, dá pra entender que a criação de conteúdo certamente será impactada pelas inteligências artificiais, certo? Inclusive, esta é uma grande preocupação para as pessoas que atuam na área de criação de conteúdo.

Mas aquilo que precisamos de entender é que a revolução tecnológica está aí e, como aconteceu em todas as outras, devemos adaptar-nos a ela, aproveitando o que tem de melhor e preparando-nos para as novas demandas que podem surgir.

Por exemplo, por mais que um texto criado pela IA possa ficar muito bom, nunca se irá igualar a um escrito por uma pessoa especialista na área, já que possuimos algumas características e habilidades que as máquinas não têm. Além disso, há grandes probabilidades de nos tornarmos editores e curadores de conteúdos criados por IA, com uma abordagem mais direcionada.

Outra possível mudança é a necessidade de passar a existir especialistas para criar ótimos prompts, para que a IA possa fazer o seu trabalho com melhor qualidade, otimizando os recursos disponíveis e gerando um conteúdo mais especializado.

Claro que não podemos deixar de lado a possibilidade de um dia, a própria inteligência artificial começar a ser treinada com os seus próprios recursos. Isso pode acelerar o processo de aprendizagem da máquina, porém, por outro lado, pode levar a algumas confusões e distorções.

Uso inteligente da AI na criação de conteúdo

Todos os bons produtores de conteúdo sabem que não é possível simplesmente pegar num texto do ChatGPT ou outra IA e colar no seu site, blog ou outro tipo de media. É preciso saber usar este recurso com inteligência, para não cair nas armadilhas. Uma delas é a possibilidade do Google rastrear conteúdos criados por IA, dado o padrão na escrita, e indicar como spam, gerando assim, algum tipo de punição e queda nas visualizações – ou então, até mesmo a não indexação do conteúdo.

Então, para fazer uma boa utilização desta poderosa ferramenta, pode seguir as nossas dicas:

  • Utilize o GPT chat para gerar ideias de conteúdo com base em palavras-chave que já definiu na sua estratégia.
  • É possível também, fazer essa pesquisa de palavras-chave, ao colocar o termo ou o site para o qual está a desenvolver a sua estratégia.
  • Aproveite para traduzir o seu conteúdo para vários idiomas, relembrando de rever sempre depois, para de evitar falhas.
  • Use o ChatGPT para melhorar a qualidade do seu conteúdo, permitindo que a inteligência artificial sugira correções para erros de gramática, ortografia e estilo.
  • Peça à IA para criar uma estrutura de tópicos, com títulos e subtítulos para os seus artigos, tornando mais fácil e adequada a produção de conteúdo.

Goste ou não, o uso da inteligência artificial na criação de conteúdo é uma realidade que veio para ficar e, para quem sabe como aproveitar essa ferramenta, pode trazer muitos benefícios. Use o ChatGPT e outras IAs de forma estratégica, reconhecendo sempre as suas limitações e acompanhando e supervisionando os processos. Assim, ganhará escalabilidade, qualidade e todo o apoio na sua produção de conteúdo.

FAQ - Perguntas frequentes

É ChatGPT ou Chat GPT?

A grafia correta é ChatGPT, como está no site da OpenIA.

Como é que o ChatGPT pode influenciar as vendas?

É uma poderosa ferramenta para adequar os seus textos aos seus clientes, deixando que a tecnologia encontre as melhores respostas para alavancar as suas vendas. Também ajuda na escrita de e-mail marketing, UX para algum botão do seu site, padrões de respostas para o seu chat bot e muito mais.

Existe um lado negativo em usar o ChatGPT?

Sim. Como todas as ferramentas, ela tem suas limitações e pode passar vieses em sua escrita. Além disso, é bom ter atenção com a tecnologia que o Google está a aperfeiçoar, que visa identificar padrões de inteligência artificial na escrita, ao marcar o seu material como spam.

Os seus comentários (0)
Os editores da WhitePress têm o direito de remover comentários ofensivos que contenham palavras vulgares ou não se relacionem com o assunto em questão.

O administrador dos dados pessoais é WhitePress sp. z o.o., com sede em Legionów 26/18 Street, 43-300 Bielsko - Biała. Os seus dados pessoais são processados para efeitos de marketing da WhitePress sp.z o.o. e entidades interessadas em comercializar os seus próprios bens ou serviços. O objectivo de marketing da WhitePress sp.z o.o. inclui informação comercial sobre conferências e formações relacionadas com conteúdos publicados no separador Blog. A base legal para o processamento dos seus dados pessoais é a finalidade legítima prosseguida pelo Administrador e seus parceiros (Artigo 6 parágrafo 1 alínea f da GDPR). Os utilizadores têm os seguintes direitos: o direito de solicitar acesso aos seus dados, o direito de retificar, o direito de apagar dados, o direito de limitar o processamento e o direito de transferir dados. Pode encontrar mais informações sobre o processamento dos seus dados pessoais, incluindo os seus direitos, na nossa política de privacidade.

Ler tudo
  • Nenhum comentário sobre este artigo ainda.

O administrador dos dados pessoais é WhitePress sp. z o.o., com sede em Legionów 26/18 Street, 43-300 Bielsko - Biała. Os seus dados pessoais são processados para efeitos de marketing da WhitePress sp.z o.o. e entidades interessadas em comercializar os seus próprios bens ou serviços. O objectivo de marketing da WhitePress sp.z o.o. inclui informação comercial sobre conferências e formações relacionadas com conteúdos publicados no separador Blog. A base legal para o processamento dos seus dados pessoais é a finalidade legítima prosseguida pelo Administrador e seus parceiros (Artigo 6 parágrafo 1 alínea f da GDPR). Os utilizadores têm os seguintes direitos: o direito de solicitar acesso aos seus dados, o direito de retificar, o direito de apagar dados, o direito de limitar o processamento e o direito de transferir dados. Pode encontrar mais informações sobre o processamento dos seus dados pessoais, incluindo os seus direitos, na nossa política de privacidade.

Ler mais
Artigos recomendados